A Ejaculação Rápida ou Prematura é um distúrbio da função sexual que ocorre com um estímulo muito pequeno; antes, durante ou quase que imediatamente depois da penetração






A Ejaculação Rápida ou Prematura é um distúrbio da função sexual que ocorre com um estímulo muito pequeno; antes, durante ou quase que imediatamente depois da penetração, sem controle e antes de desejá-lo. É importante salientar que deve ser considerada se a ejaculação precoce ocorre de forma persistente e recorrente. A ejaculação que ocorre entre 1-2 minutos após a penetração vaginal sugere fortemente uma ejaculação precoce e cerca de 30% dos homens que sofrem deste mal ejaculam antes mesmo da penetração.

A Ejaculação Rápida é comum na juventude, no encontro com novos parceiros ou até após algum tempo de abstinência. Quando se estende pela maturidade e se torna presente em mais da metade dos encontros sexuais, torna-se aí sim um problema crônico, e pode ser caracterizado como um transtorno sexual. Há dois tipos de distúrbios: a Ejaculação Rápida Primária, que existe desde o início da vida sexual do indivíduo, que nunca conseguiu controlar sua ejaculação, e a Ejaculação Rápida Secundária, que aparece num momento mais maduro da vida do indivíduo. Neste último caso, o homem já foi capaz, mas por algum motivo não consegue mais fazê-lo. A Ejaculação Rápida é a segunda disfunção sexual mais frequente, perdendo apenas para a disfunção erétil. Calcula-se que entre 20 a 40% dos homens sofrem ou já sofreram alguma vez deste problema.






Sintomas da Ejaculação rápida

Ansiedade e ejaculação rápida, para saber se você tem ejaculação rápida é preciso estar atento a algumas sensações durante a relação sexual. Se os sintomas forem recorrentes na vida sexual o diagnóstico é positivo. Caso contrário à recomendação é consultar o médico urologista que na maioria das vezes recomenda consulta com o psicólogo para tratamento e ou para comparações de analises nos diagnósticos.

Dificuldade em controlar a ereção por menos de um minuto de penetração;

Incapacidade de retardar a ereção ou realizar o coito interrompido;

Ansiedade e agitação além do normal no momento da relação sexual;

Frustração antes ou após o coito;

Incapacidade de manter algumas posições sexuais por mais de alguns segundos sem ejacular;

Baixa autoestima e autoconfiança;

Depressão, stress e ansiedade.

Ejaculação rápida primária

É aquela ejaculação rápida que está relacionada com problemas que já perduram pela vida do paciente durante boa parte da vida. Esse tipo de problema é responsável por 70% dos casos da doença.

Também existe aquele tipo de ejaculação rápida que acontece antes mesmo de ocorrer à penetração de fato, nesse quesito, ela toma conta de 50% dos problemas.

O problema fica mais aparente nos homens com o avanço da idade, muitas vezes essa ejaculação rápida acontece em menos de 1 minuto do início da penetração, tudo devido a grande sensibilidade do pênis. Os sintomas são os mesmos já citados, somente os fatores são diferentes, o que é uma coisa necessária de ser conhecida de modo que é da sua conta na hora de procurar soluções para as principais causas.

Ejaculação rápida secundária

Ela acontece quando o paciente passa por um possível trauma ou problema muito marcante. Esses problemas podem ter sido provocados por alguns problemas neurológicos e ou psicológicos vivenciados pelo paciente.

Outro problema apontado para o surgimento da ejaculação rápida secundária é quando acontece apenas com determinada pessoa. Os sintomas e tratamento são diagnosticados pelo médico, que poderá envia-lo para o psicólogo, tudo isso é possível se os pacientes forem atrás de tratar o problema que consiste em ejaculação rápida.

Para caracterizar o distúrbio da ejaculação rápida é preciso que o episódio se repita com frequência e o homem não consiga satisfazer a parceira em pelo menos 50% das relações. Em certos casos, o descompasso é provocado pelo fato de a mulher necessitar de mais tempo para atingir o orgasmo. Muitas vezes, nem o próprio paciente sabe dizer quanto tempo leva para ejacular, mas as pesquisas indicam que o homem sem problemas leva, em média, de dois a quatro minutos.

Causas

A principal causa da ejaculação rápida é a ansiedade. Embora parte dos indivíduos consiga controlá-la durante o ato sexual, a grande maioria dos ejaculadores rápidos é ansiosa. O problema é que quanto mais repetidas forem essas ejaculações rápidas, mais ansiosos eles ficam, mais adrenalina produzem e mais rápido ejaculam. Em alguns casos, a ansiedade é tanta que acabam desenvolvendo algum tipo de disfunção erétil.

Nenhuma teoria sobre as causas orgânicas da ejaculação rápida foi comprovada. Sabe-se, porém, que algumas doenças neurológicas podem provocar o distúrbio.

Prevalência

A ejaculação rápida é comum na adolescência. A falta de experiência, o medo do mau desempenho ou de que alguém apareça de repente, entre outros fatores, criam um estado de ansiedade que acelera o momento da ejaculação. A tendência é o problema desaparecer à medida que são superados esses obstáculos, ou quando recebe apoio psicológico para o incômodo da ejaculação rápida.

A ejaculação rápida secundária pode acometer homens de qualquer idade, com tempo de ejaculação normal, mas que por algum motivo se tornaram mais ansiosos.

Diagnóstico

O diagnóstico é clínico e depende do levantamento criterioso da história do paciente. Na maioria dos casos, a principal queixa é a dificuldade de satisfazer a companheira.

Tratamento

O tratamento inclui psicoterapia após a recomendação do urologista. O paciente precisa aprender (com o psicoterapeuta), eficazmente a baixar o nível de ansiedade e aprender a controlar a resposta para a sua própria ejaculação rápida.

Durante, antes e depois do processo da efetivação do tratamento é muito importante contar com a ajuda de uma parceira cooperativa.

Recomendações

? Não fique acanhado se você for uma pessoa que tem ejaculação rápida, e procure a ajuda de um especialista para resolver o problema. A terapia sexual costuma dar bons resultados;

? Esteja preparado para conviver com o tratamento psicoterápico. Além de ajudar a resolver a causa do problema da ejaculação rápida, ele envolve a participação da companheira, o que repercute na melhora do relacionamento;

? É interessante você ficar sabendo que o orgasmo simultâneo é coisa rara. O que importa, realmente, é que os parceiros se satisfaçam com a relação sexual, cada um a sua maneira e no seu tempo;

? Considere a conveniência do uso prolongado do tratamento psicoterápico até você se sentir seguro e controlador das suas ejaculações.